A pasta do Turismo tem sido uma pasta menor. Nunca foi dada a ela o devido enfoque que ela merece: ”O TURISMO, A CULTURA E A NARTUREZA”.

A cultura é de fundamental importância para o desenvolvimento turístico; a educação para o turismo receptivo, deveria fazer parte do currículo escolar -Transforme seu Município.

O mundo quer viajar no Brasil, precisamos construir os caminhos. Não podemos ver o Turismo de forma isolada afastado do contato social.

A cultura é sem dúvida a mais forte representante de um local para que possamos conquistar uma atividade turística.

O Turismo na sua evolução histórica, sempre procurou retratar a cultura como base da vivência e sobrevivência do ser humano.

Seria difícil fazer um quadro demonstrativo da História Cristã sem falarmos de Jerusalém e seus acontecimentos relacionados com a FÉ humana.

O quer seria da Renascença sem os seus artistas? Uma grande herança dessa era é a cidade de Florença, um verdadeiro museu aberto que nos retrata um período de criatividade e marco, para a História Universal.

No Continente Europeu Como poderíamos falar do período colonial no Brasil, sem lembramos de Porto Seguro, Paraty, Ouro Preto e Mariana?

O Turismo Cultural é praticado por milhares de pessoas que se deslocam em busca de um crescimento intelectual, constatando fatos que ao longo dos anos aprenderam nos bancos ”ESCOLARES”.

No Brasil, há uma infinidade de exemplos culturais que determinam o grande interesse turístico.

O Carnaval é sem dúvida o maior referencial para a cultura brasileira.

Para muitos pesquisadores e profissionais do turismo, a cultura brasileira é, sem dúvida, a maior referência para conquistarmos novos visitantes e entrarmos na competição internacional dos grandes destinos turísticos.

A infraestrutura de uma cidade e sua estrutura turística são essenciais para o desenvolvimento desse setor.

Porém, a história de um povo é a base maior para atrair visitantes.
#DesenvolverCulturadoTurismonoBrasil.

A valorização da identidade cultural é fundamental, o turismo de base comunitária, o turismo rural, o agroturismo, são caminhos a serem trilhados.

O incentivo e o fomento a estas modalidades devem ser amplamente estimulados. Nossa cultura/história é riquíssima, uma culinária impar.

Em nossa região temos tudo isso, além de uma exuberância natureza sem igual, temos uma das faixas de mata atlântica mais preservadas do continente.

Mas é preciso se atentar, para que tudo isso não se perca em um passe de mágica. Depois, não adianta querer culpar Cunhambebe.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do LC28

Prof. Edson Barbosa Chagas
Guia de turismo
Gestor de Turismo

Compartilhe: