A equipe do Portal LN21 está desde ontem, domingo, em contato com a Santa Casa de Ubatuba sobre o ocorrido na Praia Grande. Somente nesta segunda-feira, o hospital confirmou o atendimento à turista de 79 anos, da cidade de Coqueiral/MG.

De acordo com o atendimento no hospital, a senhora atendida pelo médico Dr. Marcos Taneguchi, apresentava um corte de aproximadamente 30cm na panturrilha esquerda. O ferimento foi suturado e a paciente medicada com antitetânica e antibiótico.

Segundo o prontuário da Santa Casa, as causas do ferimento podem ser, ataque de peixe ou outro animal marinho não identificado.

De acordo com o diretor da Santa Casa de Ubatuba Custódio Barreto, até o momento o hospital não possui fotos, mas estão em busca do material para encaminhar aos órgãos competentes, para análise e definição da causa do ferimento.

Conversamos com o 1º Tenente Danilo Pisaneschi Comandante do Grupamento de Bombeiros Marítimos Ubatuba, o qual nos informou que não existem outros relatos de ataques nas praias de Ubatuba, a não ser o caso ocorrido na Praia do Lamberto no dia 3 de novembro, e o do último domingo (14), com a turista de Minas Gerais, que até o momento não há informações do que pode ter acontecido.

O comandante nos informou que em nenhum momento os bombeiros relataram ter sido um ataque de tubarão, ou que há outros ataques. Reforçou que a instituição deverá se pronunciar ainda esta semana sobre o ocorrido.

Em instantes a entrevista completa com o Diretor da Santa Casa de Ubatuba, Custódio Barreto.

Compartilhe: