[metaslider id=5006]

 

A Secretaria de Saúde de Caraguatatuba registrou mais um aumento significativo no número de atendimentos de casos de Síndrome Gripal (SG) nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) – norte, sul e central – do município.

De acordo com o censo diário das UPAs, entre os dias 13 e 19 de dezembro, o número de atendimentos de casos de SG chegou a 3.192. Entre os dias 20 e 26, os atendimentos chegaram a 4.886. Em apenas uma semana, o aumento de atendimentos a casos de síndrome gripal foi de 53%.

Até o momento, Caraguatatuba tem dois casos confirmados de H1N1 (influenza). Ambos os exames para diagnosticar a doença foram realizados em laboratório particular.

Com o aumento no número de atendimentos e a chegada de turistas e veranistas por conta temporada de verão, a Secretaria de Saúde iniciou o ‘Projeto Verão’ e reforçou o efetivo das UPAs. A duração é três meses (de dezembro de 2021 a fevereiro de 2022).

A equipe médica recebeu mais dois profissionais para o atendimento 24 horas. A Secretaria de Saúde reforçou também o quadro de enfermeiros e técnicos de enfermagem.
Segundo o médico e secretário de Saúde de Caraguatatuba, Gustavo Boher, a população deve ficar tranquila e procurar as UPAs ou até mesmo as Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

O médico explicou que “é preciso entender que o atendimento pode demorar um pouco, já que o aumento de casos de síndrome gripal não estava previsto” e que “mesmo com o aumento, as pessoas serão atendidas da melhor maneira possível”.

Conforme o secretário, todas as unidades de saúde estão prontas e preparadas para atender a população.

Traumas e patologias de maior gravidade continuarão sendo atendidos pela Casa de Saúde Stella Maris (CSSM). A unidade continua como retaguarda para atender casos mais complexos, drenados pelas UPAs. Há casos em que até o próprio SAMU poderá realizar o encaminhamento.

Compartilhe: