Atualizado às 17h27, de 02/01/2021

Seis horas de chuva, 7 famílias, com 23 pessoas, que precisarão ser retiradas de suas casas e levadas ao ginásio de esporte Tubão. Este está sendo o saldo da forte chuva que ocorreu em Ubatuba durante a madrugada de hoje.

Vários locais foram afetados. Até o momento, já foram atendidas pela Defesa Civil 12 ocorrências, a maior parte delas alagamentos, quedas de árvores e deslizamentos de terra.

As situações mais críticas foram registradas, até agora, no bairro Sumaré e na Comunidade Emaus.

A retirada das famílias, conforme as informações, ocorreu por conta dos danos estruturais nas casas, causados pela chuva.

Há informações que um deslizamento de terra afetou a rodovia Rio-Santos, na altura do quilômetro 05, próximo à Picinguaba. Não houve interdição da pista, e a Polícia Rodoviária Federal está se deslocando ao local para promover a sinalização.

Dados atualizados

Durante a manhã, a prefeita Flavia Pascoal e as equipes da prefeitura percorreram locais afetados.

Segundo informações oficiais prestadas pela prefeitura, ao todo, até o momento, já são 29 famílias, com 85 pessoas, entre crianças e adultos que foram encaminhadas para a escola Tancredo Neves, onde permanecem alojadas.

No início da manhã, a Defesa Civil informava que Sumaré e Emaus haviam sido os locais mais afetados, mas novas informações dão conta de que os bairros Taquaral e Angelim também tiveram muitos problemas.

No Angelim, 44 famílias foram encaminhadas para o espaço de convivência da CDHU do bairro. Segundo a prefeitura, elas quiseram ser deslocadas para a escola Tancredo Neves.

A prefeitura emitiu um comunicado, pedido o apoio da população com itens de higiene e alimentação que podem ser levados ao Tubão, à escola Tancredo Neves ou à Guarda Municipal.

As doações já estão chegando.

Alguns grupos organizados no Facebook trabalham na arrecadação de alimentos e materiais a serem destinados aos que foram afetados pela chuva.

Com a expectativa de novas chuvas, existe a preocupação com possíveis quedas de barreiras em alguns pontos, por conta do solo encharcado.

Serviços afetados

Coleta de Lixo e abastecimento de água foram alguns dos serviços afetados pela chuva.

A Sabesp soltou comunicado informando que há dificuldades de abastecimento por conta de problemas de bloqueios decorrentes de materiais diversos como galhos, lama, pedras que dificultam a captação das águas.

Segundo a empresa, os locais atingidos são: Coquerais, Barra Seca, Bela Vista, centro, Carolina, Domingas Dias, Enseada, Estufa I e II, Figueira, Flamengo, Flamenguinho, Horto Florestal, Iperoig, Ipiranguinha, Itaguá, Jardim Samambaia, Lázaro, Marafunda, Mato Dentro, Morro das Moças, Pedreira, Perequê Açu, Perequê Mirim, Ponta das Toninhas, Ponta Grossa, Parque dos Ministérios, Praia Grande, Praia Vermelha, Ressaca, Saco da Ribeira, Santa Rita, Sesmaria, Sumidouro, Sununga, Taquaral, Tenório, Toninhas, Usina Velha, Vale do Sol, Balneário Santa Cruz, Lagoinha, Maranduba, Sapê, Sertão da Quina e Vila Maria.

Sobre a coleta de lixo, o volume de água causou problemas na ponte de acesso ao aterro, mas o serviço já teria sido normalizado, segundo a prefeitura.

Fotos: Juninho Acácio e Marcelo Dantas

Compartilhe: