[metaslider id=5139]

 

Terminou, no fim de semana, a nona edição da Copa Brasil de Vela 2021, em Ilhabela. Ao todo, foram quatro dias de regatas com quase 200 participantes espalhados por várias categorias.

Este foi o primeiro evento de ponta no País após a realização dos Jogos Olímpicos

Tóquio 2020, e marcou retornos importantes como de Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino na classe Nacra e as novas duplas de 470, que para Paris 2024 serão formadas por um homem e uma mulher.

Outro destaque da edição 2021 foi a definição das vagas para o Mundial de Juventude de Omã.

Um dos confirmados na competição de base foi Alex Kuhl, primeiro e único campeão mundial de Optimist. O atleta de Ilhabela venceu na classe 420 ao lado de Marcos Arndt.

Além deles, outras duplas garantiram seus lugares no Mundial do ano que

Vem: Lorenzo Ballestrin e Pedro Berenitiz (29er masculino); na versão

feminina Gabriela Vassel e Larissa Oliveira.

Já no 420, Joana Gonçalves e Luisa Madureira estarão no evento de Omã. Os adolescentes Pedro Madureira (ILCA), Isadora Dal Ri (ILCA), Thiago Rodrigues (Bic Techno), Roberto Cardoso e Julia Olliver (Hobbie Cat) e Rodrigo Moraes (Kite)

confirmaram suas vagas.

O gerente de eventos da CBVela Walter Böddener se mostrou muito satisfeito com o resultado do evento.  “Nós da CBVela estamos muito felizes com a realização da Copa Brasil de Vela aqui em Ilhabela. Eu acredito que os melhores tenham vencido.

Ilhabela é uma raia bem desafiante e leva os velejadores ao extremo. Tivemos um nível altíssimo e pudemos perceber uma evolução dos jovens e futuro da equipe olímpica se renovando com essas classes novas”, disse

Acompanhe todos os resultados no site oficial da CBVela:

https://bit.ly/ResultadoCopaBrasil

Compartilhe: