Associações, cooperativas, pequenos agricultores e pessoas físicas oriundas de agricultores familiares assentados, quilombolas e comunidades tradicionais interessados na venda de sementes despolpadas da palmeira-juçara já podem se inscrever no quinto chamamento lançado pela Fundação Florestal. O objetivo é a aquisição de 15 toneladas de sementes, no valor unitário de R$ 7,51, que serão destinadas ao plantio de 300 hectares em Unidades de Conservação do estado.A iniciativa faz parte do Programa de Conservação da Palmeira Juçara nas Unidades de Conservação, que tem como foco a conservação da espécie nos espaços protegidos de domínio público e privado, das zonas de amortecimento e entorno de UCs, com remanescentes florestais, conforme estabelecido na Portaria Normativa FF nº 327/2021.Para os interessados em participar, todas as informações podem ser encontradas em https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/fundacaoflorestal/programas-e-campanhas/programa-jucara/ . O processo de seleção ficará aberto até o dia 28/2, às 16 horas, e a documentação completa, composta pelo formulário, proposta de venda e habilitação jurídica, deverá ser entregue pelo e-mail [email protected] O resultado dos credenciados será publicado no 3/3 e a entrega das sementes acontecerá entre os dias 11/3 e 9/6.Programaça JuçaraO Programa Juçara constitui uma iniciativa pioneira da Fundação Florestal em parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, Secretaria de Desenvolvimento Regional, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (por meio do Programa Vale do Futuro), Itesp, universidades, prefeituras e entidades representativas da sociedade civil que oferece uma alternativa de trabalho e de renda a pequenos agricultores e comunidades tradicionais nas regiões onde se insere.Além da questão ambiental, o programa procura modificar a cultura extrativista da palmeira-juçara ao desestimular o corte da árvore para a extração do palmito, oferecendo a opção de obter seu sustento por meio do cultivo e da venda da polpa do fruto para o reflorestamento.A palmeira-juçara é uma espécie nativa da Mata Atlântica ameaçada de extinção. Sua preservação está diretamente ligada à manutenção da biodiversidade local. Sua semente e seu fruto servem de alimento para mais de 68 espécies, entre aves e mamíferos. Tucanos, jacutingas, jacus, sabiás e arapongas são os principais responsáveis pela dispersão das sementes, enquanto cotias, antas, catetos e esquilos, dentre outros, se beneficiam das sementes e frutos.Para saber mais, visite a página do Programa Juçara no site da Fundação Florestal: https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/fundacaoflorestal/programas-e-campanhas/programa-jucara/.

 

Fonte: Governo de SP

Compartilhe: