Fotos: Juninho Acácio

Está é a segunda vez consecutiva que a semana se inicia com manifestação em frente à prefeitura de Ubatuba.

Assim como ocorreu na semana passada, os manifestantes esperam da prefeitura uma mudança em relação a decreto emitido sobre as restrições de atuação do comércio, de maneira geral.

Seguindo o definido pelo governo do estado na última sexta-feira, dia 22, a prefeitura publicou no domingo decreto aderindo à chamada fase vermelha do Plano São Paulo.

Com isso, apenas serviços essenciais podem ser mantidos atuando normalmente.

O decreto, divulgado no domingo, gerou uma série de dúvidas junto à população. Nas redes sociais, imagens e áudios circularam questionando e tentando explicar o que realmente é possível se manter atuante e o que realmente fecha na chamada fase vermelha.

Em meio ao desencontro de informações, grupos começaram a se organizar para uma manifestação na manhã de hoje para cobrar medidas menos rígidas e mais claras por parte da prefeitura.

Outro ponto bastante questionado pelas redes sociais é o fato do fechamento atingir o comércio mas não atingir as praias e a vinda de turistas para a cidade.

Para muitos, apenas o fato de proibir ônibus e vans não é suficiente, pois a maior parte dos turistas desce a serra de carro. Isso, inclusive, pode ser constatado no fim de semana, quando um trânsito intenso foi registrado entre a noite de sexta-feira a a manhã de sábado, pela rodovia Oswaldo Cruz.

Segundo uma parcela significativa de pessoas que tem se pronunciado pelas redes sociais, com a medida de deixar as praias abertas a prefeitura estaria penalizando apenas os moradores, comerciantes e ambulantes, mas deixando o turista livre para manter a superlotação das praias.

Esse é um dos pontos que estão servindo de argumento para aqueles que querem reivindicar junto à prefeitura um abrandamento das regras de restrição.

Compartilhe: