O excesso de veículos gera transtornos no trânsito para moradores e turistas a cada temporada. Não há mais espaços vazios ou tranquilidade em uma cidade que há muito carece de uma reformulação do sistema viário.

No entanto, as alterações feitas no segundo semestre de 2020, na avenida Iperoig, em Ubatuba, causam ainda mais dificuldades na região central da cidade. As mudanças que foram realizadas transformaram a avenida em uma via de mão dupla, ao contrário do que existia antes, quando era uma pista que seguia sentido único do aeroporto até a ponte que dá acesso ao bairro do Perequê Açu.

As modificações foram promovidas, segundo as informações, a pedido dos comerciantes, que entendiam que poderiam ter mais movimento em seus estabelecimentos se houvesse uma alteração que permitisse mais veículos circulando pela via central.

Ocorre que os problemas que estão sendo vivenciados nos últimos dias já puderam ser sentidos em, pelo menos, duas oportunidades no ano passado, nos feriados de sete de setembro e dois de novembro.

Nem mesmo o semáforo instalado na avenida Iperoig, na junção com a rua professor Thomaz Galhardo, e a passagem da rua Salvador Côrrea para mão dupla foram suficientes para dar fluidez ao trânsito.

As ruas que dão acesso à avenida sentem fortes reflexos da mudança, tanto as da região central, como as que vêm dos bairros, por conta do fluxo de veículos e do estrangulamento promovido pelas alterações.

Sem muitas rotas alternativas, os que se aventurarem a passar de carro pelo centro da cidade, e pela avenida Iperoig, além de contribuírem para o aumento dos congestionamentos, terão de ter paciência para percorrer pequenas distâncias.

Compartilhe: