Sexta, 19 de Julho de 2024
18°

Tempo nublado

Ubatuba, SP

Educação São Paulo

USP oferece curso de educação midiática e inclusiva para professores da universidade

Inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 19 de julho, o curso inicia em agosto O post USP oferece curso de educação midiática e inclusiva pa...

11/07/2024 às 07h26
Por: Redação Fonte: Secom SP
Compartilhe:
O curso aborda práticas pedagógicas no ensino superior
O curso aborda práticas pedagógicas no ensino superior

Com o objetivo de aprimorar a formação pedagógica de seus professores, a USP criou o Programa de Desenvolvimento Profissional Docente (PDPD), que consolida uma política institucional permanente e unificada para a área, reconhecendo e restaurando trabalhos já existentes em diversos setores da Universidade. Um dos cursos oferecidos pelo programa é “Educação midiática, ambiental e inclusiva: transversalidade nas práticas pedagógicas na educação superior”, uma iniciativa da Câmara das Licenciaturas e Apoio Pedagógico. As inscrições vão até o dia 19 de julho e podem ser feitas neste link . Para mais informações clique aqui .

Elaborado por professores da própria Câmara, tem como compromisso a formação de professor da USP em áreas que foram incluídas no Programa de Formação de Professores (PFP), atualizado no ano de 2023. Na modalidade on-line síncrona, o curso prevê um total de 12 encontros, sempre às terças-feiras, das 17h30 à11s 19h, com início em 20 de agosto e término em 12 de novembro de 2024. Fazem parte da programação atividades como conferências e mesas-redondas, estudo dirigido e debates em torno de leituras e vídeos previamente disponibilizados aos participantes.

Entre os temas que serão debatidos estão Mídia, Tecnologia e Sociedade; Ética e Comunicação Digital; Direito e Mídia; Ambientalização curricular e cultura de sustentabilidade; Metodologias participativas Temas ambientais emergentes; Direito à educação: universalização, igualdade e equidade; Cultura institucional inclusiva – novos desafios à Educação Superior, entre outros.

Formação contínua

Para a viabilização do PDPD, que teve início em 2023, o Grupo de Trabalho Formação Docente, instituído em março de 2022 e coordenado pela Pró-Reitorias de Graduação (PRG) e de Pós-Graduação (PRPG), desempenhou papel fundamental na identificação e mapeamento de iniciativas preexistentes. O programa conta com a colaboração de diversas unidades da USP, além de interação com instâncias que regem a carreira docente: a Câmara de Atividades Docentes (CAD) e a Comissão Especial de Regimes de Trabalho (CERT).

“O programa se pauta no compromisso com a formação para uma docência politicamente engajada, sensível às demandas sociais e ao novo perfil do alunado. Para que todas as pessoas sejam bem recebidas e possam exercer o seu direito a uma trajetória curricular de excelência, mudanças didático-metodológicas devem ser implementadas. Não só da literatura especializada, mas também das experiências que se multiplicam, foram extraídos referenciais importantes para apoiar os professores e professoras da USP no desenvolvimento de um ensino atento às diferenças de raça, classe, gênero, orientação sexual, religião, deficiência e outras, já que o caráter multicultural de qualquer sala de aula traz enormes desafios a quem ensina”, explicou o pró-reitor adjunto de Graduação, Marcos Garcia Neira.

O pró-reitor adjunto de Pós-Graduação, Adenilso da Silva Simão, destaca a importância do programa diante da recente retomada de contratações docentes após um longo período e enfatiza que as ações visam também àqueles que já integram o quadro da USP. “Neste momento, ter algo que direcione, que envolva os novos contratados e que os ajude a se integrar na cultura da USP é ainda mais importante, e a receptividade tem sido muito boa. Já estamos com mais de 100 participantes, todos eles sentindo-se mais acolhidos. Quando recebe os alunos da graduação, a Universidade faz um processo de boas-vindas e todos eles passam a se sentir parte da comunidade. O que está sendo feito agora é uma iniciativa também para os docentes. A longo prazo teremos como efeito um grupo mais engajado e mais preocupado com aspectos de didática e da própria condução das suas atividades.”

Grande representação

O Grupo de Trabalho Formação Docente, que produziu o PDPD e o submeteu para deliberação nos colegiados da PRG e PRPG, é composto de representantes de 16 unidades: Faculdade de Educação (FE), Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU), Faculdade de Medicina (FM), Instituto de Biociências (IB), Escola Politécnica (Poli), Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB), Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária (FEA), Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), Faculdade de Odontologia (FO), Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (Forp), Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP), Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) e Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH).

Todos os documentos e a divulgação das próximas atividades estarão disponíveis no link sites.usp.br/pdpd .

Para fazer a inscrição no curso Educação midiática, ambiental e inclusiva: transversalidade nas práticas pedagógicas na educação superior acesse este link . Para mais informações clique aqui .

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias