[metaslider id=5123]

 

Até a próxima sexta-feira, dia 22, obras de médio e grande portes, além de empresas da área de engenharia civil e de tecnologia, consultorias e supermercados atacadistas devem receber a visita de fiscais  do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (CREAS-SP). O objetivo é  a verificação de registro no conselho e de existência de responsável técnico devidamente habilitado.

A medida ficou acertada em encontro realizado nessa segunda-feira, dia 18, na sede da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Ubatuba (AEAU), que reuniu profissionais do setor e representantes das secretarias de Urbanismo e de Habitação de Ubatuba e do gabinete da prefeitura.

De acordo com o chefe da equipe de Taubaté e região do CREA, à qual Ubatuba está vinculada, Luiz Francisco Petrus Júnior, a expectativa é que sejam feitas, pelo menos, 300 diligências a estabelecimentos locais.

Segundo as informações, a equipe que atuará no município é composta por 10 fiscais das unidades de gestão de inspetoria (UGI) dos CREAS das regiões de Taubaté e São José do Campos, além de três fiscais da Prefeitura de Ubatuba.

Ao constatar irregularidades, o CREA vai notificar o proprietário ou empresa ou acionar órgãos como o Corpo de Bombeiros, por exemplo.

“O objetivo da fiscalização é fazer a salvaguarda da sociedade e do munícipe de Ubatuba”, destacou o vice-presidente do CREA-SP, Clovis Savio. “Nossa atividade busca garantir que todas as obras sejam acompanhadas de um responsável técnico habilitado pelo CREA-SP. Queremos unir esforços com a Associação de Engenheiros e Arquitetos de Ubatuba e a Prefeitura de forma que o desenvolvimento do município alcance um patamar de qualidade”, finalizou Savio.

Compartilhe: