Matéria atualizada 10h23

Foto: Juninho Acácio

A Polícia Federal, na data de hoje, dia 27, com a participação do Ministério Público Estadual de Ubatuba/SP, cumpre sete Mandados e Busca e Apreensão na deflagração da OPERAÇÃO PASSOS LARGOS, que investiga possíveis fraudes por parte da Organização Social denominada ITDM – Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento da Medicina, a qual é responsável pela gestão da Santa Casa de Misericórdia Irmandade Senhor dos Passos de Ubatuba/SP (Santa Casa de Ubatuba).

As investigações mostram a utilização por parte da OS ITDM de empresas prestadoras de serviços e fornecedoras de materiais e insumos com suspeitas de desvios de recursos financeiros e de materiais, bem como de eventuais superfaturamentos desde a sua contratação pela Prefeitura de Ubatuba/SP.

Os Mandados de Busca e Apreensão foram expedidos pelo Juízo Estadual de Ubatuba/SP e são cumpridos na sede da Santa Casa de Ubatuba, na Secretaria Municipal de Saúde e em endereços relacionados com os responsáveis pela OS ITDM.

Os crimes apurados são os de fraude à licitação (artigo 90, da Lei nº 8666/93), associação criminosa (artigo 288, do Código Penal), além de corrupção (artigos 317 e 333, do Código Penal).

Segundo as informações, a Polícia Federal já está na Secretaria de Fazenda, vendo os empenhos para a empresa ITDM.

Outro Lado

A Prefeitura de Ubatuba vem a público informar que a operação “Passos Largos”, realizada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 27 de julho de 2021, se refere à investigação de suspeita de fraudes no Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento da Medicina (ITDM), organização social contratada no governo anterior para fazer a gestão da Santa Casa (contrato 100001/2019 e contrato de gestão 11/2020, firmado em 30 de janeiro de 2020).

A organização em questão está cumprindo aviso prévio e encerrará sua gestão do hospital no dia 30 de julho de 2021.

A Prefeitura de Ubatuba colabora com todas as investigações da Polícia Federal e se coloca à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários, reafirmando seu compromisso com a lisura no uso dos recursos públicos.

(Fonte: PF)

Compartilhe: