A Santa Casa de Ubatuba e os hospitais de Clínicas, de São Sebastião, e Casa de Saúde Stella Maris, de Caraguatatuba, estão na lista das unidades que vão ser beneficiadas pelo programa “Mais Santas Casas” apresentado pelo Governo de São Paulo.

De acordo com governo estadual, ao todo, serão destinados pelo programa o total de R$ 1,2 bilhão por ano que devem beneficiar, na chamada RM Vale, 21 unidades, entre Santas Casas e hospitais filantrópicos. Esses recursos devem servir como apoio ao custeio dos serviços prestados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Segundo o governador João Dória, os valores devem começar a ser liberador a partir desta quinta-feira, primeiro de outubro, e devem ampliar em 25% os recursos que já são destinados anualmente por meio de convênios.

O programa “Mais Santas Casas” pode se tornar permanente. Para isso, o governo já teria encaminhado projeto de lei para a Assembléia Legislativa para aprovação dos deputados. No programa, as unidades de saúde são divididas em três categorias grande e médio portes e demais. Os grandes são os com mais de 150 leitos, os médios com cerca de 100 leitos.

Além do programa, o Governo de São Paulo também anunciou uma linha ecrédito de R$ 300 milhões para financiamento exclusivo de aquisição de sistemas e equipamentos de energia solar fotovoltaica pelas entidades de saúde que se enquadrem nos critérios definidos pelo Estado e que promovem o atendimento pelo SUS.

Compartilhe: