Foto: Juninho Acácio

A direção da Santa Casa nega que tenham faltado medicamentos para atendimento dos pacientes, nos últimos dias.

Ao longo desta semana, circulou a informação de que alguns medicamentos e insumos estariam em falta.

Inclusive, circulou nas redes sociais, e pelo WhatsApp, uma lista citando a falta de:

“Vitamina K
Ácido tranexâmico
Soro fisiológico de 100 ml,250 ml, 1000 ml
Soro glicosado 1000 ml
Fita para glicemia
Equipo para soro
Enoxaparina
Agulhas 25×08
Cetoprofeno
Vitamina C
Heparina
Antibióticos: cefepima, cefazolina, tazocin, imipenem, oxacilina, ciprofloxacino, metronidazol”

Nossa reportagem conversou com algumas pessoas de dentro da Santa Casa que disseram que havia sim a falta de medicamentos, mas não citaram quais.

Entramos em contato com a assessoria e fizemos as seguintes perguntas:

Está havendo falta de medicamentos e insumos?
Quais?
Há quanto tempo?
Por quais razões?
Há previsão de regularização?
Quais prejuízos isso têm ocasionado?
Como ficam os pacientes que precisam desses medicamentos e insumos?
Há situações de risco?

A direção da Santa Casa, por meio da Assessoria de Imprensa, negou que houvesse a falta desses medicamentos.

Como resposta oficial, disse ainda, que a referida lista não era de medicamentos em falta, mas uma lista interna, utilizada para efetivação de compra recorrente da entidade.

“Ressaltamos que a lista informada é de circulação interna da Santa Casa, realizada para a efetivação da compra. Os medicamentos citados já foram adquiridos e já estão no Hospital, sem ter oferecido risco a nenhum paciente”, iz o texto que nos foi encaminhado.

Compartilhe: