[metaslider id=4952]

 

A vacinação para crianças de 5 a 11 anos terá início em Ubatuba terça, dia 18, com imunização inicial para crianças indígenas e quilombolas já cadastradas pelas equipes de saúde, bem como PCDs (Pessoas com deficiência) e crianças com comorbidades graves, mediante apresentação de laudo médico atualizado. A vacinação será de forma escalonada até atingir o público total.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que para crianças indígenas e quilombolas as equipes de saúde irão até as comunidades tradicionais para a vacinação, e que para as demais, nesta primeira fase, o imunizante será aplicado em locais estratégicos do município e que os pais ou responsáveis pelas crianças já podem realizar o pré-cadastro pelo site: www.vacinaja.sp.gov.br. O registro não é obrigatório, mas pretende evitar filas e aglomerações no momento da vacinação.

Confira os postos de aplicação da vacina para a 1ª fase de imunização (locais das demais fases serão posteriormente informados):

UBS Cícero Gomes – às quartas e quintas-feiras, das 9h às 15h

UBS Ipiranquinha – às quartas e quintas-feiras, das 9h às 15h

UBS Perequê-Mirim – às segundas, das 7h30 às 15h e às sextas-feiras das 8h às 12h

Lagoinha – vacinação na Escola Municipal Agostinho Alves da Silva, às terças e quintas-feiras, das 8h às 12h

As crianças que não se enquadram nas prioridades acima devem aguardar o avanço da vacinação, conforme protocolo do governo do estado.

Para a vacinação do público infantil será utilizado imunizantes pediátricos da Pfizer, aprovado desde o último dia 16 de dezembro pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Confira abaixo as comorbidades consideradas pelo Ministério da Saúde

– Insuficiência cardíaca

– Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar

– Cardiopatia hipertensiva

– Síndrome coronarianas

– Valvopatias

– Miocardiopatias e pericardiopatias

– Doença da aorta, dos grandes vasos e fistulas arteriovenosas

– Arritmias cardíacas

– Cardiopatias congênitas

– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

– Talassemia

– Síndrome de Down

– Diabetes Mellitus

– Pneumopatias crônicas graves

– Hipertensão arterial persistente e de artéria estágio 3

– Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo

– Doença cerebrovascular

– Doença renal crônica

– Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)

– Anemia falciforme

– Obesidade mórbida

– Cirrose hepática

– HIV

 

Compartilhe: